Connect with us

Colunas

Como eu viajei + de 40 países sem dinheiro??? Parte II

Sidnei Kerschner

Publicado

on

No artigo passado eu comecei a contar um pouco “Como eu viajei + de 40 países sem dinheiro???” e claro que isso gerou bastante curiosidade… Eu também contei que eu consegui isso TRABALHANDO a bordo de navios de cruzeiros, isso começou lá em 2012 quando eu cursava o curso de Hotelaria da UCS e tinha vontade de desbravar o mundo…. porém…. sem dinheiro.

Foi ai que comecei ir atrás desse sonho… e qual foi o primeira passo? Também contei lá na outra postagem que todo o processo foi através de agencias de recrutamento que fazem esse trabalho, hoje em dia também se consegue contactar diretamente as companhias evitando assim esse processo com as agências, que é bom deixar claro não cobrar nada para intermediar isso, se alguém aqui já esta em busca deste sonho e esta sendo cobrado pela agência há algo de errado, abra o olho.

Mas passado todo os trâmites burocráticos lá estava eu indo para o COSTA FASCINOSA, na época um dos navios mais novos da companhia italiana Costa Crociere. Embarquei em Santos, pois o navio estava fazendo a temporada brasileira de novembro a Março, embarquei no inicio de novembro, na função de Housekeeping Steward ( apenas um nome chic mas que era pra trabalhar na limpeza mesmo hahahah).

Tive a sorte de ser designado para trabalhar na área de piscinas, aliás não sei se foi sorte ou azar, pois trabalhava 10 horas por dia debaixo do sol quente. Os primeiros meses foram os mais difíceis, tudo novo, morando com alguém que eu nunca tinha visto na vida, um indiano gente boa, mas indiano tem um leve fama que nao vem ao caso e explicarei futuramente hahahah.

Foram poucos dias e logo tive a sorte de morar com um brasileiro, gente boa pra caramba e que se tornou meu irmão que os mares me deram, grande Vini, além de outros amigos que também foram importantes, e o mais legal, de várias nacionalidades.

Como falei no início foi bem difícil, mal falava inglês e todos os treinamentos a bordo eram em inglês, apesar de na época boa parte da tripulação era brasileira o idioma oficial a bordo era o inglês e o segundo o italiano em função da companhia ser italiana.

Acabando a temporada brasileira fomos para a tão sonhada Europa, tudo era novidade, ali começa o meu sonho de desbravar o mundo, alguns dos lugares incríveis como Veneza, Dubrovnik, Roma, Barcelona, Genova, Istambul, Athenas, Ibiza, enfim, ali realmente começava a melhor parte pra mim… E assim se foi até setembro onde pude durante esses meses conhecer vários lugares, tantos que nem lembro de todos…e a novidade de desbravar o mundo era tão contagiante que eu solicitei 2 meses de extensão a mais para poder trabalhar, foi contrato mais difícil e cansativo, mas com certeza um dos mais gratificantes, 10 meses de trabalho sem folgar absolutamente NENHUM dia, 7 dias por semana, mas que eu repetiria cada um deles. Terminei este contrato cansado, mas já contando os dias pra voltar.

Se fosse para escreve aqui tudo que se passou eu ficaria por dias escrevendo nesta página, teve muita história engraçada, triste, muitas aventuras, muitas festas..então quem quiser saber um pouco mais podem acompanhar minhas redes sociais que vou deixar abaixo e mandar uma mensagem que conto com maior prazer e também dou dicas de como realizar esse sonho se você também tem.

Na próxima parte irei contar um pouco mais sobre como se desenrolou os próximos contratos, foram quase 8 anos de muita história, cultura, amizades e conhecimento. Me segue nas redes sociais abaixo e saiba um pouco mais dessas “andanças”pelo mundo.

Continue Reading
Comente

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tendência

Copyright © 2021 Jornal do Povo RS