Connect with us

Antropologia

E, se…? – Parte I

Dieison Barcarolo

Publicado

on

Jornal do Povo RS - e se

E, se Canela não fosse Canela? E, se Rio Grande do Sul não fosse Rio
Grande do Sul? E, se Brasil fosse Brasil? Será que somos nós os mesmos? Será que o
ontem não poderia ser o amanhã? Ora pensamos no fim, ora esperamos pelo começo. A cada manhã, tarde ou noite, nós mudamos nossos próprios paradigmas. E, se…?
Se Canela não fosse Canela, não seria paixão. Canela tem sua essência
única. Canela é natural. Canela é cidade irmã de Gramado. Mas, em frente a fabulosa
Catedral de Pedra, quem dirá que é Canela? Talvez sua arquitetura, geografia, arte ou
paisagem seja simples. Porém, é essa a simplicidade que a deixa com um ar de
naturalidade.

Se Rio Grande do Sul não fosse Rio Grande do Sul, talvez compraríamos
pão francês, comeríamos macaxeira e faríamos suco de caju. Mas, nada é igual ao
próprio comportamento do gaúcho. Gildo de Freitas compreende sua grossura: apenas
nos habituamos a essência do nosso Rio Grande.

Se Brasil fosse Brasil, seríamos, então, mais unidos e companheiros quanto
no ano de 1700. Se Brasil fosse Brasil, seríamos mais felizes. Se Brasil fosse Brasil,
talvez, jogaríamos truco com os nordestinos e dançaríamos um baião de dois com Jeca
Tatu e Mazzaropi. Se Brasil fosse Brasil seríamos nós mesmos. Aliás, realmente, sei
quem sou? E, se…?

Continue Reading
Comente

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tendência

Copyright © 2021 Jornal do Povo RS