Jornal do Povo

Escrevendo além do mundo – 19/09/2020: Como falar com os Anjos?

Há diversos textos espiritualistas sobre, diversos cursos que lhe ensinam isso e nem um deles está errado desde que entenda que os anjos apenas se comunicam conosco se estivermos preparados para isso vibrando na mesma frequência que eles. Por isso é muito comum crianças serem visitadas por anjos.

Os anjos não tem livre arbítrio como os humanos. E eles não aparecerão resolvendo questões apenas para suprir o nosso ego e curiosidade porque isso vai contra os princípios deles de ajudarem a humanidade a controlar o próprio ego para evoluir. Eles possuem um trabalho sério de AUXILIAR nossas missões, mas não resolver elas por completo. O livre arbítrio é sempre humano. Eles são seres de outra dimensão mais evoluídos do que os humanos porque foram criados na Origem do Universo, nem por isso são perfeitos ou foram. Eles participaram de muitas batalhas e muitos se encontraram caídos na humanidade. Muitas de suas almas podem estar reencarnadas aqui com a missão de auxiliar a humanidade de forma mais direta e próxima. São os chamados anjos caídos.

Os relatos de visitas de anjos à humanidade são longos e atravessam os séculos e culturas. Muitos avistaram os anjos e os descreveram apenas como seres literalmente de luz. Já outros retrataram eles com a forma humana parecida com a nossa, mas carregados com uma grande energia inexplicável. Contudo, anjos estão presentes na humanidade desde os primórdios dela.

Um dia, a humanidade não precisará mais deles pois atingiu seu nível de consciência cósmica a nível de poder seguir e defender o Planeta Terra com a energia e conhecimento próprio. Até lá, muitas almas estão sentindo essas mudanças acontecendo e sentem a necessidade de conversar com seus guias espirituais. Mas como fazer isso?

Primeiro é preciso entender que não é de uma hora para outro que se entrará em um momento profundo para conversar com os anjos, isso se você não está conectado com si mesmo e ciente da imensidão do Universo que abriga a nós e os anjos.

É preciso da calma, do silêncio e não fazer nada. Sim, nada que possa confundir sua mente do que está ouvindo ou sentido. Anjos são seres energéticos e costumam se comunicar de diferentes jeitos, dependendo da pessoa. Pode ser pela voz, sensações, sonhos, através de outras pessoas e situações na qual essas pessoas serão guiadas para você o ensinando/ajudando em algo.


Na prática, você precisa encontrar o silêncio na hora do dia que preferir e meditar para limpar seu interior. Você precisa frequentemente buscar vibrar para as coisas criadas pelo Universo e pela Natureza e não pelas coisas criadas pelos humanos. É preciso conectar seus pensamentos para. Origem de Tudo e Todo Ser. Encontrando nesses seres os detalhes divinos que faz você perceber como és grande e pequeno (a) ao mesmo tempo.
Não peça aos anjos, literalmente sua presença apenas para vê-los e respostas superficiaisp, mas querendo sentir seu amor e energia. E então, no peito, no chakra cardíaco você sentirá uma energia profunda como quando sentimos num intenso abraço. Isso é amor sendo correspondido. Esse é o sinal que os anjos estão lhe ouvindo.

A mente humana é capaz de criar muitas coisas, mas tudo o que é divino é sentido no chakra cardíaco. Por isso o coração virou o símbolo do amor; Porque apesar da nossa mente receber os estímulos, quando o sentimento passa pelo peito que sentimos a intensidade e nós não escolhemos sentir isso. Nós recebemos esse sentimento, mas também somos capazes de sentir esse amor incondicional quando doamos.

Os anjos irão aparecer quando for realmente necessário e não por vaidade. Desconfie de tudo que diga que possa atrair eles de forma rápida. A energia divina não pode ser comprada. Ela é de todos que estão dispostos a sentir ela como parte de si e parte da Origem Cósmica

Suzy Hekamiah

Suzy Hekamiah

É escritora nascida em Caxias do Sul. Desejou ser escritora desde os nove anos de idade. Desde então, possui dois livros, participações em mais de 30 livros como contista e poetista, prêmios literários como autora independente e já apresentou seus trabalhos como autora no México e EUA, como nas principais bienais do livro do Brasil. É membro da Academia de Letras de Goiás e da Academia Inclusiva de Autores de Brasília. Foi uma das organizadoras da Semana do Livro Nacional em Caxias do Sul e atualmente mora em Los Angeles onde se dedica à carreira de roteirista. Acredita no poder das palavras para deixar um legado ao mundo e encorajar as pessoas a seguirem suas missões espirituais.



Publicidade

Escreva um comentário

Siga-nos

Estamos também nas Redes Sociais. Segue a gente lá!!