Connect with us

Colunas

Escrevendo além do mundo – 26/12/2020: Algo que aprendi em 2020

Suzy Hekamiah

Publicado

on

Aprendi que iremos conhecer alguém que irá mudar as nossas vidas e isso vai depender de quanta confiança teremos um ao outro;

E sobre confiança, aprendi que não tem relação com palavras e nem com tempo de almas. Também, confiança e tempo que damos a alguém é o que mais temos de valioso.
E que honestidade vem da índole de cada ser, mais do que sua história.

Aprendi por causa disso que não importa muito o que faremos, o outro sempre pode agir pensando em si mesmo. Às vezes, esse outro, está machucado e não é errado ter falhas e ferir alguém sem saber por qual motivo está fazendo isso. Mas apenas o tempo irá mostrar a real intenção dos seus atos.

Aprendi que amor é construído a cada dia, como também pode partir do começo de uma conexão inexplicável. Mas o que o segura são as ações. Nenhuma mágica ou contrato de almas pode o manter junto. E tudo tenta prender de maneira forçada irá causar a pior separação no futuro.

Aprendi que as pessoas dizem ter saudade,  mas na verdade estão carentes. Confundem a falta do outro com a falta de si mesmas. E assim, geram no outro a ausência delas mesmas quando alguém se vai.

Talvez, seja por isso que as pessoas dizem para se completar antes de chegar em uma nova relação. Mas quando o outro parte sem remorso e ciente do que fez? De quem seriam as lições a aprender?

Aprendi mais uma vez que as pessoas são capazes de manipular os que estão a nossa volta, quando elas não conseguem manipular a gente. Mas só quem realmente nos amou que não é capaz de cair em tais manipulações.

Aprendi e senti, mais do que nunca, que quando nossas intenções são puras não é a gente que perde os outros, mas os outros que perdem a gente. E que tudo o que fazemos sempre irá voltar a nós… Seja na mesma intensidade, dor, empatia ou amor.

Continue Reading
Comente

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tendência

Copyright © 2021 Jornal do Povo RS