Connect with us

Turismo

Gramado-RS e Canela-RS, turismo sente a crise da pandemia do COVID-19

Redação

Publicado

on

Perdas mensais podem chegar a R$ 180 milhões

Pandemia deixa rastro de crise por todo o Brasil, fábricas de chocolate em Gramado e ramo de hotelaria continuam paradas uma semana antes da Páscoa.

O turismo responde por 85% a 90% do PIB das cidades de Canela e Gramado, segundo dados do Sindtur-Serra Gaúcha. Ao todo, 6 mil pessoas trabalham na hotelaria e gastronomia das duas cidades. Somente em Canela, funcionam 65 hotéis e pousadas e em Gramado soma-se mais de 200 hotéis. Ainda existe uma cadeia de 500 bares, restaurantes, parques, museus, agências, entre outros negócios que estão sentindo o “baque”.

A páscoa é uma das mais importantes datas para a serra gaúcha corre risco de dar prejuízo neste ano. Com a pandemia de coronavírus, apesar de as indústrias poderem trabalhar, todo o comércio está fechado em Gramado. O setor chocolateiro gera cerca de 2 mil empregos temporários por ano em Gramado. Agora, as empresas foram forçadas a dar férias coletivas enquanto a produção está parada. Segundo a associação, ninguém foi demitido.

O prefeito de Gramado, João Alfredo Bertolucci, suspendeu ainda a publicação de um novo decreto que previa a flexibilização de algumas atividades econômicas no município. Mesmo com as determinações do poder público para conter a progressão de casos de Covid-19 no Estado, a maioria das empresas já havia optado por fechar as portas, considerando a queda da demanda e também a importância de preservar a saúde dos clientes, funcionários e população da região.

Leia mais notícias clicando. Aqui

Continue Reading
Comente

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tendência

Copyright © 2021 Jornal do Povo RS