Connect with us

Notícias

Novas regras sobre distanciamento controlado no Rio Grande do Sul valem a partir desta segunda-feira

Redação

Publicado

on

O governador Eduardo Leite apresentou no final da tarde deste sábado (9), as novas regras de distanciamento controlado para o Rio Grande do Sul, durante live pelo FaceBook.

O plano foi desenvolvido para combater o avanço da pandemia de coronavírus no Estado, conciliando proteção à saúde da população gaúcha e também a economia regional e de cada indivíduo.

“É um modelo inovador, e que foi estruturado com base na ciência e análise de dados”, declarou Leite durante a coletiva online.

As normas serão adequadas em forma de decreto e devem entrar em vigor a partir desta segunda-feira (11).

Para dar suporte à sociedade, um site foi lançado para que a população consiga monitorar a situação da pandemia no Estado. O portal também traz os protocolos gerais obrigatórios, a classificação dos municípios conforme a avaliação de riscos pelo coronavírus e o modelo de distanciamento para cada setor.

Outras orientações e medidas oficiais a serem adotadas em todo o Estado, como a obrigatoriedade do uso de máscara a partir de segunda, também estão disponíveis no site. E um alerta para todos os segmentos sociais: “Os protocolos obrigatórios e os critérios de funcionamento devem ser observados pelos empregadores, trabalhadores, clientes ou usuários de todos os setores, em todas as bandeiras, sempre que houver qualquer atividade presencial desenvolvida em um ambiente de trabalho”.

Leite estava ao lado das secretárias de Planejamento, Leany Lemos, e da Saúde, Arita Bergmann, que trouxeram informações de suas áreas sobre o plano de distanciamento controlado. O procurador-geral do Estado, Eduardo Costa, também participou do pronunciamento, explicando como a nova estratégia será formalizada em um decreto.

Conforme o governador, as determinações deverão garantir um conjunto de normas de longo prazo para lidar com os efeitos do coronavírus, sem modificações frequentes.

Como funciona

O Modelo de Distanciamento Controlado do Rio Grande do Sul foi construído com base em critérios de saúde e de atividade econômica, priorizando a vida. Criou-se um sistema de bandeiras, com protocolos obrigatórios e critérios específicos a serem seguidos pelos diferentes setores econômicos.

Critérios

O Rio Grande do Sul foi dividido em 20 regiões, que são analisadas considerando a velocidade de propagação da Covid-19 e a capacidade de atendimento do sistema de saúde. No total, 11 indicadores (como número de novos casos, óbitos e leitos de UTI disponíveis, dentre outros) determinam a classificação das bandeiras da região.

Bandeiras e protocolos

Conforme o grau de risco em saúde, cada região recebe uma bandeira nas cores amarela, laranja, vermelha ou preta. O monitoramento é semanal, e a divulgação das bandeiras ocorre aos sábados, com validade a partir da segunda-feira seguinte. Os protocolos obrigatórios devem ser respeitados em todas as bandeiras. Além disso, cada setor econômico tem critérios específicos que variam de acordo com a bandeira.

Capital é risco médio

Porto Alegre e região está classificada com a bandeira laranja no mapa de combate ao coronavírus, que significa risco médio em relação a doença. Localizada nas regiões 09 e 10, a capital encontra-se em um dos dois cenários: média capacidade do sistema de saúde e baixa propagação do vírus ou alta capacidade do sistema de saúde e média propagação do vírus.

Educação e Lockdown

Durante a coletiva, o governador Eduardo Leite ainda falou sobre educação e lockdown.

Segundo o chefe do Executivo, ainda estão sendo discutidos os protocolos a serem adotados em relação a educação, por meio de diálogos com conselhos da educação pública e organismos do ensino privado, antes de anunciar os próximos passos para o setor. Por enquanto, Leite disse que não há retorno das aulas previsto neste decreto que deve ser publicado em breve.

Leite também esclareceu as diferenças entre as medidas que caracterizam a bandeira preta e lockdown. Segundo o governador, a bandeira preta refere-se a restrição ou proibição de atividades em maior volume. Já lockdown significa a restrição da circulação de pessoas, confinamento; o que não se aplica ao Rio Grande do Sul neste momento.

Números do Coronavírus

O governador e a secretária de saúde atualizaram os números da Covid-19 durante a coletiva. Até o final da tarde, haviam 2542 casos confirmados da doença no Estado, com 97 óbitos. Ao todo, 189 municípios gaúchos já registraram a ocorrência do vírus.

Do total, 1325 já se recuperaram do coronavírus, o equivalente a 52, 1% dos casos confirmados no Rio Grande do Sul. Outros 1120 (44.1%) estão em recuperação.

Tendência

Copyright © 2021 Jornal do Povo RS