Jornal do Povo

Poesia e Reflexão – 18/01/2021: Antes de amar alguém, ame a si mesmo

Você não precisa mudar por ninguém. O ser humano é vaidoso, mas a preocupação excessiva em ter uma boa aparência pode ser perigosa. A vaidade tem o poder de cegar. Com isso, perdemos a sensibilidade de enxergar a realidade.

O fantasmagórico é perfeito, o real não. Nossas relações não são baseadas em ilusões, as pessoas existem e são diferentes. A beleza não segue um padrão, nascemos com ela e a deixamos guardada em um lugar chamado coração. Os traços do seu rosto, as linhas do seu corpo, não dizem quem você é. Conheço pessoas lindas por fora e vazias por dentro. O vazio ocupa um espaço tão grande que o ser humano vai se perdendo dentro dele.

Não enxergamos a beleza, sentimos. Em algum lugar existe alguém que vai te aceitar do jeito que você é. O corpo não é eterno, a aparência muda, na maioria das vezes até engana. Não tente se moldar para caber no mundo de alguém, ele pode ser pequeno e você grande demais, de alma e coração para entrar nele.

Todas as pessoas são lindas. Por isso, lembre-se: antes de amar alguém, ame a si mesmo. O amor próprio precisa falar mais alto. Só assim aprendemos a lidar com as nossas emoções, glórias e fracassos.

Romila Amaral

Romila Amaral

É estudante de Jornalismo da UCS, natural de Caxias do Sul (RS). Apaixonada por poesia e literatura, aos oito anos começou a recitar poemas e não imagina a sua vida longe dos versos. Acredita que o jornalismo e a poesia podem mudar o mundo e a vida das pessoas. Afirma que são a voz daqueles que muitas vezes não podem falar. Os dois se completam. Como declamadora já ganhou alguns prêmios no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina.



Publicidade

Escreva um comentário

Siga-nos

Estamos também nas Redes Sociais. Segue a gente lá!!