Jornal do Povo
Jornal do Povo RS - crianças

Poesia e Reflexão – 27/07/2020: o poder do abraço

Imaginem se os médicos, durante um tratamento, substituíssem a medicação por abraços. Entraríamos em uma farmácia e ao invés de remédios, receberíamos um abraço bem apertado.

O abraço cura. É morada para aqueles que se sentem desabrigados, é curativo para os machucados, terapia para todos que se sentem só. É uma troca de energias, pode ser simples ou forte. É como se estivéssemos deixando um pouco de nós e recebendo um pouco do outro. A verdade é que as pessoas se sentem seguras, não importa se são braços conhecidos ou desconhecidos, o abraço verdadeiro traz paz.

É um dos poucos lugares que podemos nos perder sem medo, depois de abraçados, nos sentimos renovados, é um conforto para a alma. Tanto em situações de alegrias como de tristezas, a primeira coisa que oferecemos é um abraço. Em datas comemorativas, aniversários, conquistas, até mesmo quando perdemos alguém, o abraço se faz presente porque ele sabe que é necessário.

Pode trazer benefícios para a saúde, cura ansiedade, depressão. Quando alguém estiver calado, não espere palavras, abrace-o. O abraço fala através do coração, revigora. Ele tem o poder de despertar o nosso “eu interior”, nos dá força, coragem, fé, por mais simples que seja, dentro de um abraço cabe o mundo e podemos viajar nele.

É uma das manifestações de afeto mais lindas, traz paz de espírito. Na hora do abraço nos sentimos embrulhados, e depois do desenlace, é como se do embrulho, saísse um presente. Dessa forma nos sentimos vivos e seguros. Não há lugar melhor, o abraço diz mais que palavras. Seja ele velho ou novo, cada abraço é um mundo para ser descoberto.

Romila Amaral

Romila Amaral

É estudante de Jornalismo da UCS, natural de Caxias do Sul (RS). Apaixonada por poesia e literatura, aos oito anos começou a recitar poemas e não imagina a sua vida longe dos versos. Acredita que o jornalismo e a poesia podem mudar o mundo e a vida das pessoas. Afirma que são a voz daqueles que muitas vezes não podem falar. Os dois se completam. Como declamadora já ganhou alguns prêmios no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina.



Publicidade

Escreva um comentário

Siga-nos

Estamos também nas Redes Sociais. Segue a gente lá!!