Connect with us

Colunas

Poesia e Reflexão – 28/12/2020: Tempo de inquietudes e aprendizados

Romila Amaral

Publicado

on

Uma etapa de riso, pranto, luta, coragem, batalhas difíceis, corações dilacerados, construção, desconstrução. Uma chuva de sentimentos. 2020 levou pessoas queridas, certezas, sonhos, por outro lado, a fé se fortaleceu. A solidariedade ganhou voz, a esperança grita no olhar daqueles que acreditam em Deus, na ciência, em dias melhores.

Precisamos ser gratos, estamos chegando ao final de um ano atípico, desafiador, triste, mas que nos ensinou muito. Quem partiu deixou saudades, quem ficou segue o caminho. Por mais pedras que possam existir, devemos prosseguir. Com fé e perseverança vamos tirando uma a uma, e assim passamos, vivemos.

Um ano de inquietudes e aprendizados. Reforçou que a vida é um sopro. Entramos em uma “guerra”. Alguns “soldados” lutaram bravamente, mas não resistiram. Famílias foram destruídas, como se um cheiro de morte estivesse no ar. Ah, o ar! Tão precioso, sua falta é cruel, mata. 2020 nos mostrou que não vivemos sem ele.

Neste ano, uma onda de solidariedade foi fundamental para matar a fome de muitas famílias, para amenizar uma dor que nem o tempo tem o remédio certo para curar. Ah, a cura! Que sejamos curados de corpo, alma e coração.

2020 não foi um mar de águas calmas, mas sim, turbulentas. Ondas revoltas, ventos impetuosos que instalaram o caos, mas também trouxeram aprendizados. Que 2020 leve as mágoas, medos, incertezas, o coronavírus.

Que boas energias abracem o mundo, que o nosso dia a dia seja regado de fé e amor.
Abençoado seja 2021. Que traga a cura.

Continue Reading
Comente

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tendência

Copyright © 2021 Jornal do Povo RS