Connect with us

Rio Grande do Sul

Polícia recebe novas denúncias contra homem preso por suspeita de golpe em venda de gado no RS

Avatar

Publicado

on

Ao todo, 70 pecuaristas já denunciaram suspeito preso preventivamente desde terça-feira (22). Polícia Civil calcula prejuízos de R$ 30 milhões aos produtores rurais. Polícia recebe novas denúncias contra homem preso por suspeita de golpe na venda de gado no RS
Sobe para 70 o número de produtores rurais que registraram ocorrência policial contra o homem preso suspeito de aplicar golpes na venda de animais na Fronteira e na Região Central do Rio Grande do Sul.
Na terça-feira (22), quando o homem foi preso preventivamente, eram 30 denúncias notificadas na Delegacia de Polícia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato (Decrab).
Os casos foram registrados em, ao menos, 14 municípios do estado. O prejuízo estimado aos pecuaristas, segundo a Polícia Civil, é de R$ 30 milhões.
Sete pessoas ligadas ao suspeito tiveram os bens bloqueados pelo Judiciário a pedido da Decrab. Um segundo suspeito já tinha sido preso preventivamente, também na terça, em Caçapava do Sul.
Gado em fazenda na cidade de Formigueiro
Reprodução/RBS TV
Investigação
O delegado André de Matos Mendes, titular da Decrab, explica que o suspeito dos golpes alternava a negociação entre os compradores para fazer girar os lucros.
“Ele comprava gado por um valor a prazo, para pagar em um mês, dois meses, e vendia esse mesmo gado por um preço mais baixo e prazo menor para receber. Ia girando esse dinheiro. Até que, num determinado momento, aconteceu esse problema: ele ficou devendo para bastante gente”, disse Mendes.
Segundo os pecuaristas, o gado era vendido sem contrato, em uma negociação informal. O pagamento era feito através de depósitos bancários ou cheques pré-datados. Contudo, a conta indicada no acerto não tinha fundos.
Um dos produtores que denunciou o caso à polícia diz que fazia negócios frequentes com o suspeito, criando uma relação de confiança. Uma vez, no entanto, o comprador recolheu os 542 animais negociados sem efetuar o pagamento, de quase R$ 5 milhões.
Ao contrários dos outros pecuaristas, que já conheciam o homem, Roberto Machado fez negócio com o suspeito pela primeira vez. O produtor recebeu um cheque, tentou descontá-lo, mas viu que não tinha saldo.
Já outro pecuarista relatou que vendeu 70 animais para o suspeito. Somando com as vendas feitas pelo pai e pelo irmão, eles tiveram um prejuízo de R$ 500 mil.
VÍDEOS: Tudo sobre o RS

Continue Reading
Comente

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tendência

Copyright © 2021 Jornal do Povo RS