Jornal do Povo

São Paulo divulga dados sobre a Coronavac: veja o que se sabe até aqui

O governo de São Paulo apresenta nesta quarta-feira (23) os resultados da fase 3 dos testes clínicos da Coronavac, vacina contra o novo coronavírus produzido pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

No evento, o secretário de estado de Saúde, Jean Gorinchteyn, e o diretor do Instituto Butantan, Dimas Tadeu Covas, devem revelar qual foi a eficácia atingida pelo imunizante nos testes finais e responder a perguntas de jornalistas sobre os planos de vacinação.

O governo paulista havia prometido entregar os resultados da Coronavac na semana passada, mas optou por adiar esse prazo para ter em mãos não só o estudo completo da vacina, mas também a certificação do governo chinês.

Com a divulgação do índice de eficácia nos testes, a Coronavac ficará à frente da vacina da AstraZeneca, produzida em parceria com a Universidade de Oxford, que precisou passar por novos testes de efetividade. Dentre os imunizantes que já tiveram o registro concedido nos Estados Unidos, a concorrente Pfizer obteve 95% de eficácia nos testes, e da Moderna, ficou em 94,5%.

Depois de divulgar os dados na coletiva, o Butantan deve pedir o registro da vacina à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ainda nesta quarta (23).

Nesta semana, a Coronavac se tornou a primeira vacina contra o novo coronavírus a receber a Certificação de Boas Práticas de Fabricação (BPF) pela Anvisa. Os técnicos da agência brasileira visitaram o laboratório da Sinovac na China entre o fim de novembro e o começo de dezembro

Na mesma viagem, a equipe da Anvisa visitou o laboratório da AstraZeneca, mas o relatório ainda não foi publicado. A Moderna e a Pfizer entraram recentemente com pedido para obter o certificado.

O BPF para Insumo Farmacêutico Ativo Biológico é um dos pré-requisitos para que a agência conclua o registro das vacinas e autorize sua aplicação em larga escala no país. Também é necessária a conclusão da fase 3 dos estudos clínicos.

Fonte: CNN Brasil

Reportagem

Reportagem



Publicidade

Escreva um comentário

Siga-nos

Estamos também nas Redes Sociais. Segue a gente lá!!